ufg

Convenção SeTI marca relevância da TI para funcionamento da UFG

Evento destacou a importância dos colaboradores e apresentou principais produtos entregues de 2022

Texto: Caroline Pires

Fotos: Júlia Barros

Números dizem muito. O sistema binário revolucionou a humanidade. Mas são as pessoas que constroem e movem cada ação. Por isso, ouvir, a lembrança dos desafios enfrentados e os exemplos de cumplicidade entre as equipes, contam uma história muito mais interessante. Foi com essa atmosfera, de gratidão ao impacto das pessoas por trás dos sistemas, cabos e telas, que foi realizada a terceira convenção anual da Secretaria de Tecnologia e Informação (SeTI) da UFG, nesta sexta-feira, 20/1, demonstrando o retrato da relevância da área de TI para o pleno funcionamento da Universidade. O evento apresentou algumas das conquistas da secretaria que denotam o impacto da sua atuação no dia a dia da UFG, seja pelo lançamento do Sicad+, em junho de 2022, que facilita a contabilização e oferece um panorama da atuação docente na instituição, ou pela emissão dos mais de 16 mil crachás institucionais, ou ainda pela atuação permanente para criação da cultura de Transparência Ativa na Universidade. A SeTI foi criada em 2018, e é composta pelo Centro de Recursos Computacionais (Cercomp), Centro de Informação, Documentação e Arquivo (Cidarq) e a Divisão de Telecomunicações (DTEL). Confira as fotos do evento.

 _MG_9808.jpg

 

Prestigiando a abertura das atividades, a reitora da UFG, Angelita Pereira de Lima, ressaltou que "é possível perceber a responsabilidade de todos vocês no dia a dia em cada projeto ou sistema. Isso é resultado de uma parceria e temos a certeza que momentos como esse fortalecem mais ainda vocês", disse. Segundo a reitora, mesmo a área de Tecnologia e Informação não sendo uma área fim da universidade, sem o trabalho de cada um dos servidores e colaboradores da SeTI não seria possível funcionarmos tão bem. "Vocês são as pessoas mais amadas da UFG pela alegria que o Sicad+ proporcionou", exemplificou a reitora. A reitora fez uma referência especial ao trabalho desenvolvido pelo Cidarq e o empenho para preservar a memória da instituição. Por fim, a reitora reforçou que a SeTI, e seus órgãos vinculados facilitam a vida de toda a comunidade.

O vice reitor Jesiel Carvalho enalteceu o trabalho de cada profissional para manter a TI da Universidade funcionando em meio a pandemia e todas as dificuldades encontradas na área. "Nós só temos que agradecer a vocês por toda a dedicação e empenho. Estamos nos desenvolvendo muito e avançando na área TI, mesmo em todas as dificuldades. O sucesso é de todos vocês", afirmou.

_MG_98555.jpg

 

"O protagonismo desse evento é de todos vocês e de cada diretor", frisou o secretário de Tecnologia e Informação da UFG, Leandro Oliveira. Ele agradeceu a todos os colaboradores e lembrou do desafio a área de TI, que funciona como o sistema nervoso da universidade. O secretário lembrou que iniciou uma carreira docente trabalhando na área de algoritmos, no início dos anos 2000, quando o tema ainda era desconhecido. "Hoje as pessoas já entendem, valorizam e identificam o impacto dos algoritmos na sua vida", lembrou.

O diretor do Centro de Recursos Computacionais, Igor Vieira, destacou que tem sido um desafio cotidiano a manutenção e a criação de nossas ferramentas essenciais para o desenvolvimento das atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão na universidade. "Hoje só de sistemas referentes ao SIG gerenciamos 53. No ano passado atendemos quase 9 mil chamados. Tudo isso com uma equipe enxuta", reforçou. Coube Maria Dalva Sobral Martins, servidora do Cercomp, apresentar o Sicad+, o sistema criado na UFG que reúne em um só lugar dados que são necessários para traçar o cenário da atuação docente ao longo do ano. Confira mais sobre o Sicad+.

 _MG_9810.jpg

Já o diretor da Divisão de Telecomunicações, Wantuir da Silva, destacou que trabalha para que os atendimentos telefônicos na UFG sigam sendo humanizados e que todos aqueles que tenham dúvidas sobre a universidade possam ser atendidos também ramais 3521-1000/1001. Além disso, ao longo do ano de 2022, a equipe atuou para orientar e colaborar para o gerenciamento do fluxo da comunidade da UFG e colaboradores externos, por meio da confecção dos crachás institucionais. "Temos cerca de 35 mil usuários ativos na universidade e confeccionamos mais de 16 mil crachás. Nosso objetivo é seguir avançando", defendeu.

Por fim, o diretor do Centro de Informação, Documentação e Arquivo, Paulo Eduardo Oliveira, afirmou que umas das principais conquistas de 2022 se deu com relação a atuação incisiva do órgão para disseminar os princípios da transparência ativa na estão pública, democratizando o acesso a informações e apresentando dados de forma cada vez mais clara e eficiente. "Podemos afirmar que hoje na UFG praticamente não temos mais casos de omissão de resposta. O sigilo é exceção e a publicidade das informações a regra", defendeu.

Após as atividades da parte da manhã, os servidores participaram de um almoço e atividades de confraternização das equipes.

 

 _MG_9849.jpg

 

_MG_9788.jpg

 

 _MG_9835.jpg

Categorias: NOTÍCIA

URL relacionada: https://www.ufg.br/n/164222-convencao-seti-marca-relevancia-da-ti-para-funcionamento-da-ufg